27jun
By: admin ligado: junho 27, 2019 In: Uncategorized Comments: 0

Estamos em clima de Festa Junina! Uma época festiva de muita música, dança e comidas típicas. Mas, você conhece a origem da Festa Junina? Afinal, de onde veio o costume desta celebração?

Origem das Festas Juninas

Convencionou-se que as Festas Juninas são realizadas no final do mês de Junho para homenagear três santos católicos: Santo Antônio (dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29).

Porém, as festas nesta época do ano não são exclusivas da religião católica, e acontecem desde muito antes da era cristã: esta é a mesma época do solstício de verão (o dia mais longo e a noite mais curta do ano) – que geralmente ocorre nos dias 21 ou 22 de junho – então povos pagãos já faziam algum tipo de celebração nesta época há milhares de anos.

E não é só daí que vem o lado histórico das celebrações juninas: povos antigos como os celtas e egípcios aproveitavam essa época do ano para organizar rituais e festas em que pediam fartura nas colheitas para seus deuses.

Uma celebração indígena

Mesmo aqui, no Brasil, antes da chegada dos portugueses, os índios já tinham o hábito de se reunir e festejar neste período do ano. As celebrações indígenas eram ligadas à agricultura, com cantos, danças e muita comida típica.

Quando os portugueses chegaram, em abril de 1500, e integraram seus costumes jesuítas à cultura indígena, a festa junina passou a ter o caráter religioso que conhecemos até hoje. É por isso que as festas juninas possuem tantas guloseimas à base de grãos e raízes cultivados pelos índios, como milho, amendoim, batata-doce e mandioca.

Dança caipira

E o lado “caipira” da festa, veio de onde? Há diferentes explicações para isso, mas a mais comum é que os chapéus de palha, botinas e vestidos de renda fazem alusão ao Brasil do início do século XX, quando 70% da população viviam no campo. A Festa Junina popularizou-se em cidades pequenas, e carregou consigo um pouquinho do estilo de vida e dos costumes da roça.

E se você acha que a Festa Junina já é uma salada cultural enorme, espere até ouvir essa: a tradicional dança de quadrilha tem origem francesa, sendo uma releitura das contradanças de salão do século XVII. Os portugueses trouxeram a dança da França para cá, e com o tempo ela foi tornando-se um costume junino.

Portugueses, franceses, egípcios… são tantos povos envolvidos na Festa Junina que a gente está quase contratando um Seguro Viagem, só para garantir!

Pula fogueira, iá iá!

(Foto: Unsplash)

A tradicional fogueira de São João também tem mais de uma explicação: em períodos pré-cristãos, as celebrações indígenas eram feitas à luz de fogueiras por questões práticas: o fogo mantinha os animais da floresta afastados, e permitia que a festança fosse até tarde da noite.

Para os católicos, a fogueira faz alusão à Santa Isabel (mãe de São João), que ficou de acender uma fogueira para avisar Maria (mãe de Jesus) do nascimento de seu filho. Maria viu as chamas de longe e foi visitar a criança recém-nascida.

A gente sabe que pular a fogueira é divertido, e beber quentão neste friozinho é ótimo. Mas é bom fazer tudo isso com segurança e responsabilidade, ok? Lembre-se de estar com seu Seguro Saúde em dia, e conte com a Alternativa Brasil para proteger a sua família.

Até a próxima! 😉

Trackback URL: http://www.alternativabrasil.com/noticias/2019/06/27/789/trackback/

Leave reply:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *